Dia mundial do rim
2012

Humanitas Assistência Médica Integral em Saúde

Dr.Rafael Dinardi Machado

Dr.José Marcelo Morelli

No dia 08 de Março de 2012, pelo sétimo ano consecutivo, realizou-se a campanha do Dia Mundial do Rim, com o tema “Rins em Defesa da Vida”. O objetivo dessa campanha foi chamar atenção das esferas governamentais e da população em geral sobre as questões relacionadas à Doença Renal Crônica (DRC).

Estima-se que no Brasil 10 milhões de indivíduos tenham algum grau de DRC. Em seus estágios avançados, a DRC está relacionada à aumento de internações hospitalares, mortalidade cardiovascular, grande impacto na qualidade de vida e elevados custo para a saúde pública.

Os principais fatores de risco para a DRC são a hipertensão arterial, o diabetes melittus, sobrepeso, tabagismo, idade acima de 50 anos, história familiar de doença renal e o histórico pessoal de algum tipo de doença renal. Entre a população adulta brasileira, estima-se que tenham:

  • 30 milhões de hipertensos (24,4%),
  • 7 milhões de diabéticos (5,8%)
  • 17 milhões de obesos (13,9%)
  • 17 milhões de idosos.

Na cidade de Campinas, voluntários com a equipe multiprofissional da Clínica Humanitas realizaram 189 atendimentos no largo do Rosário para screening da doença Renal Crônica . Durante o evento foram preenchidos questionários sobre fatores de risco para doença renal crônica, realizada aferição de pressão arterial e teste de glicemia. Aqueles que apresentassem alguma alteração na avaliação inicial eram encaminhados para coleta de urina 1, creatinina sérica e avaliação médica no local.

Seguem os resultados:

Participantes Alteração de Pressão Arterial (Maior ou igual a 140×90 mmHg) Alteração de glicemia (glicemia >ou igual a 200)

Alteração Urinária (hematúria, proteinúria e/ou leucocitúria)

Creatinina Sérica
85 homens 9 homens 6 homens 16 pacientes Estágio 2=16 (8,4%)
104 mulheres 19 mulheres 6 mulheres   Estágio 3=2 (1%)
Total: 189       Estágio 4=1 (0,5%)
         
Prevalência 15,34% 6,34% 8,4%  

Conclusão: Dos pacientes atendidos, 31 % apresentavam algum fator de risco para DRC, mostrando a alta prevalência de doenças como hipertensão arterial e diabetes entre a população geral. Desses chama a atenção que 3% desconheciam serem diabéticos.Dos 59 pacientes submetidos a coleta de exame de creatinina sérica (presença de algum fator de risco para DRC) , 19 apresentavam algum grau de doença renal crônica, representando uma prevalência de de 32% ( 16 (8,4%) com doença renal  leve, 2 (1%) com doença renal  moderada e 1(0,5%) com doença renal  grave). A prevalência geral de DRC entre todos os participantes foi de 10%.Esses dados condizem com a elevada prevalência de DRC encontrada na população geral, mostrando a necessidade de implantação de programas de prevenção e estratégias de rastreamento, permitindo um diagnóstico precoce e um tratamento especializado quando indicado.

Confira abaixo fotos do evento de 2011:

FacebookTwitterGoogle+LinkedInEmail

Deixe um comentário