Dr. José Marcelo Morelli apresenta trabalho clínico pioneiro com desfecho favorável para Covid-19

Dr. Marcelo MorelliO Dr. José Marcelo Morelli, diretor do Instituto do Rim e Hipertensão de Campinas e da Clínica Humânitasdisponibilizou um estudo de caso, em um grupo do Whatsapp de colegas médicos da Unicamp, para tratamento de pré-fibrose pulmonar do Covid-19. O estudo, pioneiro, foi publicado no último dia 18 de março.

Dr. José Marcelo relata não só a melhora em 7 dias depois da pronta intervenção, mas também a sobrevida na bronquiolite documentada por tomogragia computadorizada do tórax e elevação do Dimero D. A paciente em questão tinha diagnóstico positivo para Covid-19 através dos antecedentes epidemiológicos e não-sorologia que não havia disponibilizada. Pneumologistas acostumados a tratar casos graves de fibrose pulmonar endossam a intervenção. A evolução clínica estava aquém até que o novo fármaco foi introduzido. Depois disso, a paciente estava respirando normalmente. O médico ressalta que mais estudos precisam ser realizados para maiores esclarecimentos. A tese parte da premissa que a fibrose pulmonar tem nexo causal com os fenômenos trombo-embólicos da microcirculacao pulmonar – shunt -, os mesmos observados nas glomérulopatias. A introdução precoce de anticoagulantes impede ou retarda o avanço da fibrose pulmonar. Esse evento acontece posteriormente à infecção do Covid 19 e à liberação das citocinas inflamatórias. Portanto, este seria o último passo para impedir a fibrose pulmonar pela coagulação intravascular disseminada na microcirculação, o que depois disso acarreta em fibrose. A intervenção reforça a tese de que os médicos brasileiros estão muito bem preparados para enfrentar a Covid-19.

FacebookTwitterGoogle+LinkedInEmail

Deixe um comentário